Páginas

sábado, 22 de junho de 2013

Confidências da Érica I

Querido Diário...
Era uma vez Eu. Era uma vez um Castelo. Era uma vez uma Família. Era uma vez uma Vida. Sim, era uma vez...
O que é que eu tenho agora? Um Eu destruído, um casebre, ninguém, nada além de nada. Não, não estou bem... Perguntam-me se estou bem "Estou numa boa! Logo, saímos?" Enquanto não se vive, aproveita-se! Não me vou deixar ir a baixo, afinal EU continuo aqui...
Quem sou eu? Bolas, que raio de pergunta! A setora de filosofia mata-me! OK... Que raio ando eu para aqui a escrever? Isso agora já está escrito, prontos! Posso apagar, mas será que quero mesmo apagar os erros que cometi? Será que se tudo for como eu quero não se tornará TUDO demasiado imperfeito? Será que quero mesmo ser Perfeita? A Jéssica diz que é tudo uma questão de estilo, eu acho que é tudo uma questão Própria. Bem... não me apetece nada, mas mesmo NADA falar do dia de hoje (esquece 'tá!?). Talvez amanhã queira falar! Ou talvez não! Afinal, é tudo uma questão Própria... :P

Confidências da Érica

3 comentários:

Ricardo Cunha disse...

Olá!
Obrigado Lara pela tua visita!
Ainda bem que sentes isso no que escrevo, significa que consegui o que queria.
Obrigado pelo comentário também e por seguir!

D.S. disse...

Olá!
Obrigada por me seguires e, claro, continuarei a colocar mais críticas :) Ainda não vi o filme da Cidade dos Ossos, mas já ouvi dizer que está bom.
Estou a seguir! Beijinhos*

Green disse...

Sê bem vinda à blogosfera :)